RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 01 março. 2022

Vale a pena investir em blue chips?

# G2D Investments
Vale a pena investir em blue chips?

Quem procura investir em empresas conhecidas sempre acaba se deparando com as ações das blue chips. Como essas companhias são famosas dentro e fora do mercado financeiro, seus papéis também costumam ser.

As blue chips geralmente são companhias mais maduras e já consolidadas em sua área de atuação. Por isso, frequentemente os resultados financeiros acompanham a reputação. Além disso, empresas nesse estágio também costumam pagar dividendos com frequência. Mas nem sempre isso é uma regra.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é blue chip e como investir nesse tipo de ação, seja no Brasil ou no exterior.

O que são blue chips?

Blue chips são grandes companhias listadas na bolsa de valores. Elas têm muita liquidez e são reconhecidas em âmbito nacional. Seus produtos costumam ter alta qualidade e ser bem aceitos no mercado.

Por seu estágio de maturidade e lucratividade, essas empresas costumam atrair os investidores para o mercado de ações, sejam eles nativos ou investidores estrangeiros. A origem do termo está relacionada às fichas azuis do pôquer, que valem mais do que as outras.

Sendo assim, uma ação desse tipo está ligada a uma empresa de grande porte e financeiramente estável, que é líder no seu ramo de atuação. Ela também é tratada como uma ação segura, pois vem de uma instituição que apresenta poucos riscos de falir.

Nesse sentido, o valor de mercado é um dos principais indicadores para avaliar esse tipo de empresa. Esse valor pode ser medido pela quantidade de ações em circulação multiplicado pelo seu preço (a capitalização ou quanto o mercado está pagando pela empresa). O valor de mercado de uma empresa blue chip costuma ser superior a R$ 10 bilhões.

Os indicadores de crescimento dessas organizações também são relevantes, pois o seu histórico é levado em consideração para avaliar a consistência dos números e traçar a expectativa para o futuro.

Naturalmente, as ações de blue chips estão nos principais índices, como o S&P 500 (principal índice de ações dos Estados Unidos) o Índice Bovespa (o principal do Brasil).

Como investir em blue chips?

Você pode investir em ações de blue chips de forma direta, por meio das corretoras de valores. Também é possível investir em fundos que compram ações dessas empresas. Em ambos os casos, o primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora. Em seguida, você deve:

  • escolher as companhias de sua preferência, sempre levando em conta o seu perfil e os seus objetivos;
  • descobrir qual é o código de negociação das ações dessa empresa na bolsa (o ticker da ação);
  • entender quais fundos investem em suas ações, caso você não pretenda investir diretamente.

Antes de aplicar o seu dinheiro, é importante analisar os fundamentos das companhias e entender se elas fazem sentido para a sua carteira de investimentos. Em sites especializados em análises de ações, você consegue encontrar uma série de indicadores de performance dessas e de outras empresas.

Quais são as principais blue chips dos EUA?

As principais blue chips dos Estados Unidos são também as empresas com as ações mais negociadas no mundo. Elas são:

  • Alphabet, a dona do Google (GOOG, GOOGL);
  • Amazon (AMZN);
  • Apple (AAPL);
  • Bank of America (BAC);
  • Coca-Cola (KO);
  • McDonald’s (MCD);
  • Microsoft (MSFT);
  • Visa (V);
  • Walmart (WMT).

Quais são as principais blue chips do Brasil?

No Brasil, as empresas de grande capitalização são as que integram o índice Bovespa (Ibovespa). Não há, porém, uma lista oficial de blue chips brasileiras. Confira a seguir alguns exemplos:

  • Petrobrás (PETR4);
  • Ambev (ABEV3);
  • Vale (VALE3);
  • Gerdau (GGBR4);
  • Itaú Unibanco (ITUB4);
  • Banco do Brasil (BBAS3);
  • Bradesco (BBDC4).

Vale a pena investir em blue chips?

As ações das blue chips representam risco menor em relação às de companhias menores. Por se tratarem de negócios gigantes, eles são mais resistentes às crises e as mudanças no cenário econômico. Além disso, como muitas pagam dividendos, seus papéis costumam trazer retornos consistentes para os investidores.

Mas isso não quer dizer que elas sejam à prova de volatilidade. Mesmo as blue chips enfrentam momentos de baixa no mercado e seu preço pode cair. Além disso, como se tratam de negócios consolidados, a perspectiva de crescimento não é tão grande, a menos que essas companhias passem a explorar outros mercados.

Fazendo um balanço entre os prós e contras de investir em blue chips, essas empresas são importantes para trazer mais estabilidade e rendimentos para uma carteira de investimentos. Mas também é interessante balancear o portfólio com ações de crescimento, de modo a potencializar os seus resultados.

Como a G2D te ajuda a investir em empresas de alto crescimento

A G2D Investments (G2DI33 na B3) é uma plataforma de Venture Capital que permite que qualquer pessoa invista em companhias de alto crescimento fora da bolsa de valores.

Por meio de uma única aplicação, é possível investir em startups unicórnio e empresas em sua fase de crescimento mais acelerada. Nossa estratégia oferece diversificação em companhias de tecnologia e varejo no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.

Agora que você entende melhor o que são blue chips e como elas podem fazer parte da sua estratégia de investimentos, que tal saber mais sobre o portfólio da G2D? Conheça nossos unicórnios e entenda como você pode investir nas empresas que estão mudando o mundo.

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.