RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 13 abril. 2022

Call e put: conheça as operações com opções

# G2D Investments
Call e put: conheça as operações com opções

As operações call e put são muito populares no mercado financeiro, pois tratam de ativos de alta liquidez, com potencial de multiplicar o capital do investidor arrojado e diversificar os investimentos.

Mas, afinal, o que são esses ativos e por que eles são tão promissores? Neste artigo, explicamos o significado de call e put, as principais diferenças entre essas duas opções e as vantagens que elas proporcionam aos investidores. 

O que são as opções call e put?

Vamos explicar o que são as opções call e put, incluindo como elas podem multiplicar seus ganhos. Para entender as opções call e put, primeiro, é preciso compreender o conceito de opções.

O mercado de opções

Além do mercado de ações, na Bolsa de Valores, existe o mercado de opções, um espaço em que, em vez dos papéis, é negociado o direito de comprar ou vender ações no futuro com o preço atual. 

Ou seja, na prática, as opções representam uma forma de congelar os preços dos ativos, já que elas dão aos titulares o direito de comprar ou vender uma ação em uma data futura, por um valor pré-estabelecido. 

Call e put 

Dominando o conceito de mercado de opções, é fácil definir call e put: são duas negociações realizadas nesse mercado e que, ao contrário das ações convencionais, não representam uma fração da empresa, mas o direito de comprar (call) ou vender (put) as ações mais tarde, pelo mesmo preço de hoje. 

Em outras palavras, call e put são operações que fazem o investidor ganhar tempo, já que ele pode investir futuramente em uma companhia pagandoum preço que foi combinado antes, mesmo que o valor aumente. No fim do prazo, o investidor decide se vai ou não exercer o direito.

Qual é a diferença entre call e put?

A principal diferença entre call e put é que o primeiro termo se refere ao direito do investidor de comprar uma ação no futuro pelo preço estipulado no contrato no momento da negociação, enquanto o segundo corresponde ao direito de vender uma ação pelo valor estabelecido no momento do acordo. 

Em resumo, call é um contrato derivativo, que dá ao investidor o direito de comprar determinado ativo no futuro, com o preço congelado. Ou seja: mesmo que o preço da ação aumente, o titular da call pagará o mesmo valor. 

Na data de vencimento da call, o investidor pode exercer o direito de comprar a ação negociada ou desistir da operação, já que a negociação não implica uma obrigatoriedade.

Por outro lado, na put, o titular tem o direito de vender a ação futuramente pelo mesmo preço negociado no momento do acordo, mesmo que os títulos sofram desvalorização. Tal qual ocorre com a call, o investidor não é obrigado a fazer valer o contrato na data do vencimento da put. 

Como comprar e vender call e put?

Conforme explicamos anteriormente, a compra e a venda de call e put são feitas no mercado de opções, na Bolsa de Valores. É importante que o investidor fique atento, já que essas negociações têm certas peculiaridades. É essencial aproveitar o timing para comprar ou vender call e put, para fins de especulação ou rendimento.

Compra e venda de call 

Na compra de uma call option, o investidor já sabe qual é o preço pré-definido do ativo que deseja negociar e o prazo máximo para exercer o direito de compra. Normalmente, opta-se por comprar call ao acreditar que o preço da ação se elevará em um futuro próximo. 

Em contrapartida, a venda de call deve levar em consideração a cotação do ativo-objeto. Ela acontece quando há risco de desvalorização dos papéis de onde a call deriva. Assim, é uma forma de ganhar dinheiro com as ações antes que o preço caia. 

Compra e venda de put

A compra de uma put option permite ao investidor vender os títulos por um preço estipulado previamente, desde que a compra ocorra no prazo estabelecido no contrato.

Em geral, compra-se put quando existe a crença de que a ação irá desvalorizar em um futuro próximo. Assim, o investidor congela aquele preço e vende o ativo pelo mesmo valor, mesmo que a cotação sofra uma queda brusca na Bolsa de Valores.

Já o investidor que vende put option abre mão do direito de negociar por um preço estipulado e fica somente com o prêmio (o valor pago pela compra de opções). Dessa forma, ele é obrigado a comprar a ação pelo preço do contrato. 

Ainda existe a opção de investir em call e put simultâneos. Nesse caso, o investidor entra nos dois tipos de operação para o mesmo ativo, aplicando o mesmo valor com o mesmo prazo de vencimento. Essa estratégia ajuda a defender o investimento de alguns riscos e pode aumentar os lucros. 

Por que investir no mercado de opções call e put?

Investir no mercado de opções call e put é uma maneira interessante de diversificar a carteira, alavancar os investimentos e proteger o capital no mercado de ações.

Esse tipo de operação permite ao investidor proteger os investimentos das oscilações de preço das ações e especular sobre a valorização dos papéis. Quando bem utilizada, trata-se de uma estratégia que pode trazer grandes oportunidades e altos ganhos financeiros. 

Diversifique sua carteira com a G2D

Investir no mercado de opções call e put pode trazer várias vantagens financeiras ao investidor, mas existem riscos envolvidos. A melhor estratégia é manter uma carteira de investimentos bem diversificada, equilibrando aplicações de longo prazo e curto prazo. Para isso, você pode contar com o apoio da G2D. 

Quer investir com segurança e contar com a ajuda de profissionais com mais de 30 anos no mercado financeiro? Então, assine nossa newsletter, acompanhe nosso site e conheça o nosso portfólio!

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.