RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

9 min de leitura 18 janeiro. 2022

Dividendos: como ter renda extra investindo em ações

# G2D Investments
Dividendos: como ter renda extra investindo em ações

Receber dividendos é uma forma de ter renda extra. Para isso, é necessário investir em ações que distribuem parte de seu lucro aos acionistas.

Essa estratégia é uma das formas de ter renda passiva, ou seja, fazer o dinheiro trabalhar para você. O princípio básico é montar uma carteira de investimentos com ações que pagam dividendos e manter as aplicações para receber os valores.

A partir de agora, você vai entender mais detalhes sobre o que é a estratégia de divdendos e vai descobrir que existem outras maneiras de fazer o seu dinheiro trabalhar a seu favor. Continue conosco!

O que são dividendos?

Dividendos são uma parcela do lucro de uma empresa que é distribuída a seus acionistas. Para ter direito, é necessário deter as ações dessa empresa numa data determinada, chamada de data-com. Após o período estabelecido, as ações são negociadas ex-dividendos, ou seja, não dão direito ao recebimento.

As companhias pagam esse tipo de remuneração como uma forma de atrair e manter investidores. Portanto, só as empresas que lucram podem distribuir dividendos.

Os dividendos fazem parte de uma classe maior chamada de proventos, um termo que se refere a qualquer tipo de quantia que é distribuído por uma companhia. Outros tipos de proventos são os Juros sobre Capital Próprio (JCP ou JSCP) e os rendimentos de fundos imobiliários, os FIIs.

A maioria das empresas distribui 25% dos lucros, mas esse valor pode variar. Além disso, os dividendos podem ser pagos tanto através de dinheiro como de novas ações nestas companhias, além de Dividendos Especiais ou JCP.

Por outro lado, existem organizações que reinvestem todo o seu excedente. Essas companhias, que geralmente estão em fase de crescimento acelerado, não costumam distribuir lucros até que atinjam determinado patamar de receita.

Portanto, elas podem ser uma opção interessante para quem deseja acelerar a construção de seu patrimônio, mas não para quem deseja receber o dinheiro imediatamente.

Tipos de dividendos

Dinheiro, ações, dividendo especial ou Juros sobre Capital Próprio (JcP). As maneiras de obter retorno são diversas e aqui vamos explorá-las para você compreender todos os formatos.

  • Dinheiro: o valor vai direto para sua conta corrente, conforme a quantidade de ações que você possui daquela companhia;
  • Ações: a empresa define o pagamento de dividendos com base em cotas de 100 ações. Por exemplo, se ela for pagar cinco ações para cada 100 ações em carteira e você possui 500 ações daquela companhia, receberá um adicional de outras 25;
  • Dividendos especiais: conhecido também como dividendo one-time, é uma espécie de pagamento extraordinário na agenda de dividendos. Isso ocorre em alguma situação inesperada, como quando a empresa vende parte de seu negócio e compartilha o lucro com os acionistas, ou quando uma mudança na legislação acontece.

Como saber quais ações pagam dividendos?

Empresas que estão na bolsa de valores podem distribuir dividendos de maneira trimestral, semestral ou anual. Existem três maneiras de identificar as ações que mais pagam dividendos, que são:

1 – Buscar o nome da ação + a palavra proventos

Uma forma de entender esse histórico é procurar o nome da ação seguido da palavra proventos.

Existem sites que consolidam essas informações e, por meio deles, é possível entender a periodicidade e o valor que costuma ser distribuído pelas empresas do seu interesse.

2 – Consultar o índice das melhores pagadoras de dividendos

Uma segunda forma de identificar as empresas boas pagadoras de dividendos é por meio do índice IDIV da bolsa de valores brasileira.

O índice, como o próprio nome já diz, reúne as ações brasileiras que mais pagam dividendos. Para consultá-lo, basta acessar o site da B3 e verificar a sua composição, que muda de tempos em tempos conforme o comportamento das companhias. Da mesma forma, existem índices semelhantes no mercado internacional.

3 – Consultar o Dividend Yied (DY) das ações de seu interesse

Uma terceira maneira de identificar as melhores pagadoras de dividendos da bolsa é o Dividend Yield (DY), um indicador que relaciona o valor do dividendo com o preço da ação.

Se você montar uma carteira de investimentos diversificada, pode receber lucros de forma regular. Por isso, estudar a fundo cada empresa é importante.

O que é dividend yield?

Entender o que é dividend yield é importante no investimento em ações de dividendos. Dividend yield (DY) significa a taxa de retorno com a distribuição de dividendos. Ele possibilita comparar o quanto o negócio paga de dividendos em relação ao preço de suas ações.

Trata-se do indicador mais utilizado pelo mercado para avaliar quem mais retorna capital aos acionistas. É importante lembrar que o preço das ações pode crescer significativamente mais do que o seu dividend yield. Dessa forma, a valorização do seu investimento é maior que o valor ganho com os dividendos.

Confira o seguinte cálculo: uma ação que custa R$ 10,00 e em um ano, pagou ao acionista o dividendo de R$ 0,70, tem um DY de 7%. Sendo assim, o DY é o dividendo pago por ação dividido pelo preço da ação multiplicado por 100.

As ações de dividendos podem ser uma fonte de renda passiva, mas, como o dividend yield é relativamente baixo, os investidores precisarão fazer um investimento considerável para obter um lucro significativo.

Como montar uma carteira com foco em dividendos

Em primeiro lugar, é importante ver a periodicidade de pagamentos dos dividendos em cada empresa. E isso varia conforme a sua política.

Entender o momento da companhia é fundamental na hora de montar sua carteira de dividendos. Por isso, nunca deixe de avaliar os indicadores da empresa, sua taxa de endividamento, o momento do mercado e suas perspectivas de crescimento.

Por exemplo, empresas de energia elétrica, mineração e construção civil tendem a ser estáveis. Assim, se você diversificar nestas várias áreas, pode conseguir maior rentabilidade, sem tantos riscos. Traçar a estratégia conforme seu perfil é fundamental.

Em seguida, você deve decidir onde quer chegar. Uma análise criteriosa é muito mais vantajosa do que simplesmente decidir entre ações mais ou menos vantajosas. Seu foco pode ser em lucro a curto, médio, longo prazo, reinvestimento, entre tantas outras possibilidades. Afinal, o mercado é variado e todas as possibilidades devem ser estudadas.

É possível receber dividendos mensais?

Tecnicamente é possível receber dividendos mensais, desde que as empresas decidam pagar os valores com essa frequência.

No entanto, o que se vê na prática é o seguinte: como a decisão sobre distribuir proventos depende do balanço de cada trimestre, as companhias só podem tomar uma posição após fecharem seus números. Assim, o mais comum é a distribuição de dividendos a cada três meses. Se essa decisão for postergada, pode haver uma distribuição extraordinária.

Data ex-dividendo: organizando quem vai receber

Data-Ex dividendo, ou simplesmente data-ex, significa a data em que a ação passa a ser negociada sem direito a dividendos. Nessas datas, é comum os preços dos papéis caíram por causa do desconto no preço ocasionado pela distribuição de dividendos.

Definida pela Bolsa de Valores, a data ex serve para organizar quem vai receber os dividendos. Por exemplo, se a empresa pagar os dividendos para quem comprou as ações até dia 25 de fevereiro, quem adquiriu após essa data não irá receber. Apenas na próxima distribuição.

Em vez de você, quem irá receber é quem vendeu as ações. Portanto, é de extrema importância ficar atento à data ex. Caso o período já tenha passado, seu dividendo pode demorar mais a ser pago.

Mas preste atenção: esse formato é apenas para dividendos pagos em dinheiro. Em caso de pagamentos em ações, a data ex é considerada após o primeiro dia útil do último pagamento de dividendos.

Após a data-ex, as empresas definem a data de registro, que é quando os acionistas recebem relatórios e outras informações sobre os dividendos que irão receber. Depois disso, é definida a data de pagamento, que é quando você recebe os valores.

Outros tipos de proventos: fundo imobiliário

Os Fundos Imobiliários (FIIs) são outra maneira de diversificar sua carteira e obter rentabilidade. Assim, além de investir em algo livre de Imposto de Renda, consegue investir no tradicional setor de imóveis sem a burocracia de, de fato, ser proprietário de um.

São indicados como maneira de obter renda mensal. Contudo, sua rentabilidade varia conforme o momento do setor. Dessa maneira, é importante, também, estudar os diversos fundos e verificar quais estão em momentos mais propícios para investimentos Eles são um excelente investimento para a diversificação, já que os fundos possuem portfólios variados.

Equilibrando a carteira com empresas de alto crescimento

Já mencionamos aqui que, se o seu objetivo é equilibrar a sua carteira e potencializar o aumento do seu patrimônio, vale a pena pensar em uma estratégia de empresas que não pagam dividendos para investir em crescimento. Nesse sentido, a G2D pode ajudar.

A G2D é uma plataforma de investimentos que democratiza o acesso ao Venture Capital no Brasil. Investimos em companhias disruptivas e com crescimento acelerado, em fase de pré-IPO. Nossos papéis são negociados na B3 com o código G2DI33.

Quem investe em nosso portfólio tem a oportunidade de se tornar sócio de empresas no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa que não estão na bolsa de valores.

Agora que você já entende o passo a passo para investir em ações, que tal considerar diversificar os seus investimentos com a G2D? O código de negociação você já conhece! Entenda melhor a nossa estratégia de negócios e saiba quais são os unicórnios do nosso portfólio.

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.