RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

6 min de leitura 09 maio. 2022

A força dos early adopters no mundo dos negócios 

# G2D Investments
A força dos early adopters no mundo dos negócios 

Você já percebeu que algumas pessoas têm tendência a usar produtos e serviços antes de todo mundo? No universo dos negócios e da tecnologia, elas são conhecidas como early adopters.

Em outras palavras, são consumidores ávidos por inovação disruptiva, que adquirem produtos e serviços recém-lançados no mercado.

Talvez você conheça alguém com este perfil: um entusiasta da tecnologia, interessado em testar novos eletrônicos antes mesmo da aprovação de especialistas e do público.

Neste artigo, vamos falar sobre as características desse perfil de consumidor e a importância de cada ciclo de adoção de inovações. Continue a leitura para saber mais.

O que são early adopters?

Early adopters são os adotantes iniciais de um determinado produto ou serviço. Como primeiros adeptos, eles testam e validam lançamentos antes da maioria dos outros consumidores.

Em outras palavras, os clientes iniciais são aqueles entusiastas dispostos a experimentar novidades sem que elas tenham sido previamente aprovadas pelo mercado. Eles são minoria em relação aos perfis de adotantes mais tardios.

Tome como exemplo os primeiros adeptos das criptomoedas. Quando o Bitcoin foi criado, em 2009, ninguém poderia prever que ele se tornaria uma poderosa inovação tecnológica. Hoje, há investidores que são milionários graças à moeda virtual.

Brasil, o país dos early adopters

Em 2017, uma pesquisa global da Unisys, empresa de Tecnologia da Informação, mostrou que os brasileiros estão acima da média global de aceitação de tecnologias relacionadas à Internet das Coisas (IoT, Internet of Things).

Alguns dados destacados na pesquisa foram:

  • 92% dos brasileiros são a favor de implementar um botão de emergência em celulares e smartwatches para alertar a polícia sobre sua localização em caso de uma emergência;
  • 88% aprovam sensores utilizados para localizar bagagens nos aeroportos;
  • 51% apoiam o uso de aplicativos de bancos ou empresas de cartão de crédito para efetuar compras utilizando os relógios inteligentes;
  • 50% são a favor do uso de dispositivos fitness para enviar dados às seguradoras de plano de saúde.

Além disso, quando se trata de redes sociais, o Brasil também é um dos maiores mercados do mundo para empresas de tecnologia.

As 10 redes sociais mais usadas no Brasil em 2022 são:

  • WhatsApp (165 milhões de usuários);
  • YouTube (138 milhões);
  • Instagram (122 milhões);
  • Facebook (116 milhões);
  • TikTok (73,5 milhões);
  • Messenger (65,5 milhões);
  • LinkedIn (56 milhões);
  • Pinterest (30 milhões);
  • Twitter (19 milhões);
  • Snapchat (7,6 milhões).

Fonte: Global Statshot Report – 2022

Os 5 perfis básicos da curva de adoção

Imagem de um gráfico ilustra a curva de adoção, da teoria criada por Everett Rogers, mostrando a onda de early adopters até os retardatários.

Os early-adopters correspondem a 13,5% da curva total de adoção de novos produtos ou serviços. A curva de adoção é um conceito criado pelo teórico Everett Rogers, que explica a jornada de consumo de produtos, inovações e tecnologia.

De acordo com Rogers, existem cinco perfis básicos definidos a partir da teoria da difusão da inovação. A descrição desses perfis integra o livro The Diffusion of Innovation, lançado pelo teórico em 1962.

Early adopters: curva de adoção de Everett Rogers

Innovators

Os inovadores, neste caso, os criadores de novos e disruptivos produtos ou serviços. São pessoas à frente da esteira da tecnologia e inovação.

Early adopters

Os primeiros adeptos são os entusiastas e visionários. Em geral, fornecer-lhes o primeiro acesso a novas tecnologias pode ajudar a difundir essas tecnologias entre as massas.

Early majority

Os 34% de maioria inicial representam os consumidores que fazem um produto se expandir no mercado. Essa maioria precoce só adquire as novidades após a validação do grupo anterior.

Late majority

Em seguida, a maioria tardia, que também tem 34% no gráfico. São as pessoas responsáveis por consolidar a predominância de um determinado produto.

Laggards

Por fim, os céticos ou retardatários correspondem a 16% da curva. São aqueles que demoram a adotar as inovações, e só se rendem a um produto quando ele já integrou a vida das demais pessoas.

Jornada do cliente e ciclo de adoção: por que é importante saber?

Alguns conceitos se mostram relevantes para quem pretende tomar decisões melhores de investimento. A jornada do cliente e o ciclo de adoção ajudam a entender o que esperar dos retornos e do risco de cada tipo de investimento.

Empresas que criam estratégias para o sucesso de um produto têm uma chance maior de lucratividade. Sendo assim, negócios não podem apenas ter ideias inovadoras – devem entender a fundo a jornada do cliente e o ciclo de adoção para atingir grandes resultados comerciais.

O ciclo de adoção de um produto, por exemplo, cobre desde o desenvolvimento até a retirada de um produto do mercado. Ao mesmo tempo, a adoção de um produto passa pela jornada do cliente.

A jornada do cliente é um conceito que traça os passos do consumidor desde o primeiro contato com uma empresa até a decisão de compra.

Primeiramente, o consumidor percebe que possui uma necessidade de compra e, em seguida, busca solucioná-la. Na etapa da consideração, ocorre a pesquisa de empresas que possam ajudá-lo. Então, o consumidor parte para a intenção de compra, fase em que a empresa deve conquistá-lo.

Por fim, as últimas etapas envolvem a avaliação, conhecida como a negociação do comprador com a empresa, e a compra.

Como a G2D te ajuda a investir em empresas inovadoras

Em geral, empresas que já possuem uma base de clientes e escalabilidade comprovada representam investimentos menos arriscados. A G2D acredita em negócios nesse estágio, de pré-IPO. Assim, permite que o investidor acesse empresas na fase de crescimento mais acelerada.

Antes, nem todo investidor tinha acesso a companhias disruptivas e com liquidez. Hoje, através do papel da G2D (G2DI33 na B3), qualquer pessoa pode diversificar seus investimentos em empresas de alto crescimento através da bolsa de valores.

Agora que você já entende a importância dos early adopters para as vendas das empresas, continue por dentro dos conteúdos da G2D. Inscreva-se na newsletter para receber as novidades do mercado e análises de especialistas na sua caixa de entrada.

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.