RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

7 min de leitura 01 novembro. 2021

Healthtech: como startups estão mudando a saúde

# G2D Investiments
Healthtech: como startups estão mudando a saúde

A Inteligência Artificial já faz parte da nossa vida de formas que nem percebemos. Na área da saúde não é diferente. Empresas e marcas disruptivas, chamadas de healthtechs, estão usando a tecnologia para melhorar a forma como cuidamos de nós mesmos.  

Esse tipo de negócio atrai bilhões de dólares em investimentos. No mundo, existem hoje 42 startus desse segmento que valem juntas mais US$ 100 bilhões, segundo a plataforma de inovação CB Insights. A Clover Health é uma dessas startups e faz parte da lista de unicórnios da G2D. 

Continue conosco para ver como essas companhias estão transformando a saúde das pessoas por meio da tecnologia.

O que é healthtech? 

Healthtech é uma startup que usa a tecnologia para oferecer qualquer produto ou serviço com foco em melhorar a saúde das pessoas. Esse tipo de companhia também pode fornecer soluções de mobilidade e plataformas de dados que apoiam diagnósticos e tratamentos. 

Além de bem-estar e qualidade de vida para as pessoas, essas empresas também prometem ajudar os sistemas de saúde públicos e particulares a reduzir custos e personalizar seus planos de ação para cada paciente.  

Antes do uso massivo da tecnologia nesse setor, pacientes costumavam sofrer com sistemas ineficientes e erros médicos. Por isso, um dos principais objetivos endereçados por essas companhias é justamente reduzir essas ineficiências.  

Outra questão é a democratização do acesso a tratamentos médicos, que se torna possível a partir da redução de custos e otimização de processos.  

Como surgiram as healthtechs? 

O boom de startups na área da saúde é relativamente recente. Ele começou a partir de 2010, com a fundação de empresas que hoje são referência nesse setor. Alguns exemplos brasileiros são Dr. Consulta, Alice e Vittude. No mundo, temos WeDoctor, Samumed a própria Clover Health..   

No Brasil, o número de startups focadas em saúde cresceu consideravelmente nos últimos cinco anos. Segundo o relatório Distrito HealthTech, existem 542 startups desse segmento no país, que receberam mais de US$ 430 milhões ao longo desse período. O setor com maior destaque é o de gestão de clínicas e hospitais. Saiba mais sobre esses negócios a partir de agora. 

Tipos de healthtechs 

  • Gestão e PEP:  plataformas que aprimoram a gestão de clínicas, hospitais e laboratórios. Alguns exemplos de atuação são o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) e a gestão de de escalas de trabalho;
  • Telemedicina: promovem inovação em atendimento, monitoramento e diagnóstico à distância. Seu crescimento foi fortemente impulsionado pela pandemia entre 2020 e 2021;
  • Acesso à informação: tecnologias criadas para promover conteúdo educacional e serviços de bem-estar;  
  • Inteligência Artificial e Big Data: soluções baseadas em dados, usam algoritmos e bancos de dados gigantescos para tornar a rede de saúde mais eficiente;
  • Relacionamento com pacientes: soluções que buscam melhorar a comunicação e relacionamento de profissionais da saúde com pacientes. Alguns exemplos são os chatbots e as terapias digitais;
  • Medical devices (dispositivos médicos): equipamentos usados por profissionais da saúde com o objetivo de diagnosticar, prevenir e tratar doenças;
  •  Wearables (vestíveis) e IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas): acessórios e dispositivos inteligentes que coletam e transmitem dados pela internet. Podem incluir monitoramento remoto de indicadores de saúde de pacientes;  
  • Farmacêutica e diagnóstico: inovações na forma de atuação na medicina diagnóstica e farmacêutica. Empresas que produzem ou utilizam dados sobre o genoma humano para diagnóstico fazem parte dessa categoria;
  • Martketplace: plataformas que oferecem serviços próprios ou de terceiros relacionados à saúde. Podem reunir profissionais, serviços de saúde ou clínicas.

Principais healthtechs no Brasil 

Vitta  

Hospital digital com equipe de saúde própria. Oferece atendimento 24 horas, sete dias por semana. 

Labi  

O Labi é um laboratório de exames e análises clínicas que usa tecnologia para oferecer mais conveniência aos clientes. Oferece atendimento domiciliar.  

Dr. Consulta  

Empresa de gestão de saúde que tem como diferencial a facilidade no acesso aos serviços físicos e virtuais. 

Magnamed  

Empresa de dispositivos médicos especializada em ventilação pulmonar. Oferece serviços para UTI e transporte de emergência. 

Sanar  

Startup de acesso à informação. Possui plataformas, aplicativos e cursos online para estudantes e profissionais da saúde.  

Memed 

Ferramenta de prescrição digital e inteligência de medicamentos. Possui uma base com mais de 60 mil medicamentos. 

Pipo Saúde 

Plataforma que otimiza a relação das empresas na compra e gestão de benefícios de saúde.  

Alice 

Companhia que combina cuidados primários com um plano de saúde individual e integrado. 

Healthtechs brasileiras para ficar de olho 

Vittude  

Disponibiliza terapia online a qualquer hora do dia. Usa inteligência artificial para sugerir o psicólogo ideal para cada pessoa.

Doc24 

Plataforma de telemedicina que usa Inteligência Artificial no diagnóstico e tratamento, usando o celular do paciente para capturar a frequência cardíaca e respiratória, por exemplo. 

NeuralMed 

Startup que usa inteligência artificial para agilizar atendimentos e promover diagnósticos mais assertivos para hospitais. 

Principais healthtechs no mundo 

Os Estados Unidos, a China e o Reino Unido são os países que mais investem em healthtechs no mundo, segundo dados de um relatório da consultoria Dealroom.co.  

O país direcionou US$ 31,9 bilhões para Venture Capital nesse segmento em 2021, enquanto a China investiu US$ 4 bilhões e o Reino Unido, US$ 3,8 bilhões. Conheça algumas das principais no mundo hoje:

Clover Health

Por meio do Clover Assistant, uma ferramenta de Inteligência Artificial, a Clover Health capacita médicos a fazer as melhores recomendações de saúde com base no histórico dos pacientes, reduzindo custos com tratamento e viabilizando o seguro saúde para os idosos. Sediada na Califórnia, a companhia também faz parte do portfólio da Alphabet (holding do Google) e da Sequoia Capital.

Samumed 

Startup norte-americana fundada em 2008 que desenvolve soluções para a regeneração de tecidos. A tecnologia é usada no controle de doenças degenerativas.

Tempus 

Medicina de precisão baseada em dados é o que resume a empresa norte-americana. A Tempus emprega algoritmos para personalizar o tratamento do câncer usando sequenciamento genético, reconhecimento de imagem, entre outras ferramentas. 

Babylon 

Uma das mais valiosas startups do Reino Unido, a Babylon utiliza IA em softwares de diagnóstico para uma gama de serviços de saúde. Um dos seus recursos permite que usuários registrem seus sintomas e recebam informações sobre o que fazer. 

WeDoctor 

Com a pretensão de ser a Amazon da saúde, é considerado o primeiro hospital virtual do mundo, usando algoritmos para administrar consultas, prescrição de medicamentos e acompanhamento de pacientes. 

Agora que você já sabe o que é healthtech e conhece alguns expoentes desse segmento, que tal entender mais sobre tecnologia e investimentos em startups? Assine a nossa newsletter e fique por dentro dessas e outras novidades.
 

#

O que é a G2D investimentos

A G2D é uma plataforma global de investimentos em empreendimentos promissores quando o assunto é tecnologia disruptiva e crescimento acelerado. Está listada na B3 como (G2DI33)