RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

8 min de leitura 15 novembro. 2021

Como a Inteligência Artificial está mudando a sua vida

# G2D Investments
Como a Inteligência Artificial está mudando a sua vida

A inteligência artificial (IA) já não é mais um assunto restrito ao universo da tecnologia e da inovação. De carros autônomos a casas inteligentes, os impactos da IA estão presentes no nosso dia a dia, mesmo que eles sejam imperceptíveis.  

Neste conteúdo, vamos mostrar o que é inteligência artificial e como funcionam as principais tecnologias de IA no nosso cotidiano. Continue a leitura! 

O que é Inteligência Artificial? Como funciona? 

A Inteligência Artificial é uma tecnologia ou um grupo de várias tecnologias que buscam simular a inteligência humana.  

As capacidades de aprendizagem, raciocínio e solução de problemas estão na essência de uma tecnologia de uma IA. Dessa forma, ela dá às máquinas a habilidade de se adaptar, raciocinar e solucionar problemas. 

As tecnologias de inteligência artificial são construídas usando algoritmos e cálculos matemáticos complexos.  

Conforme explica o escritor Gianluca Mauro em um TedTalk, para construir uma tecnologia de inteligência artificial é preciso uma abundância de dados. Também é necessário ter máquinas capazes de processar esses dados.  

A internet é como uma mina de ouro para os computadores, que podem aprender com uma quantidade gigantesca de informação e, assim, entender e reproduzir o raciocínio humano. Companhias como Tesla e Apple, por exemplo, estão desenvolvendo a tecnologia para carros autônomos.  Usando dados sobre como os humanos dirigem, essas máquinas conseguem controlar a frenagem, a aceleração e a direção, exercendo uma visão 360º do ato de dirigir.

O que é algoritmo? 

Um algortimo é uma ação ou uma sequência de etapas que devem ser executadas para resolver um problema específico. Eles servem para automatizar tarefas, tornando a nossa vida mais prática e rápida. Estão por trás do robô aspirador de pó, do assistente de voz, das redes sociais e dos mecanismos de busca, entre muitas outras tecnologias. 

Em um exemplo simples, uma receita de bolo pode ser considerada um algoritmo. Isso porque nela há um conjunto de instruções ou regras que devem ser seguidas para ser atingir o produto final: o próprio bolo. 

No mundo virtual, os algoritmos funcionam da mesma forma. Eles permitem que um software una diferentes fontes de informação para criar um resultado. A forma como esses algoritmos são escritos é chamada de linguagem de programação. 

Os algoritmos são a base dos programas de computador. Eles são desenhados por humanos e executados por máquinas.  

Dependendo das tarefas que executam, demandam aperfeiçoamento contínuo. Os próprios algortimos que determinam das redes sociais, por exemplo, estão em constante mudança. 

E quem está por trás desse aperfeiçoamento são os próprios seres humanos. Ou seja, existem viéses e subjetividades nesse processo. Inclusive, esse é outro tema discutido por pesquisadores, como mostra o famoso TedTalk a seguir:

Quais são as tecnologias baseadas em Inteligência Artificial? 

Tecnologias baseadas em Inteligência Artificial permitem a existência de produtos e serviços que usamos no nosso dia a dia. Abaixo, listamos as tecnologias por trás desses itens: 

1 – Machine Learning 

Também chamado de Aprendizado de Máquina, o objetivo desse tipo de algoritmo é reconhecer itens com base em um banco de dados sobre determinado campo de conhecimento. 

Para isso, é necessário expor o algoritmo a dezenas de exemplos para que ele aprenda a distinguir esses itens.  

Uma forma muito presente no nosso dia a dia é a tecnologia que permite determinar se um e-mail é ou não é spam. Essa análise é feita com base na quantidade de links de uma mensagem, na estrutura do código e até nas palavras que são escritas.

2 – Deep Learning 

O Deep Learning refere-se a uma categoria específica de aprendizado de máquinas. Ele é baseado no conceito de redes neurais. As redes neurais tentam imitar o comportamento do cérebro humano para compreender as informações.  

O processamento de informações atua em camadas hierárquicas. Enquanto o machine learning tem um processo de aprendizagem linear, no deep learning essa compreensão ocorre em camadas, de forma simultânea. 

Portanto, o deep learning é como uma evolução do machine learning. Diagnóstico por imagem na saúde e análise de sentimentos na publicidade são alguns exemplos do uso dessa tecnologia.  

3 – Linguagem Natural 

O processamento de linguagem natural é uma tecnologia de inteligência artificial capaz de fazer com que computadores entendam a linguagem humana. Existem uma série de técnicas computacionais. Elas analisam e representam textos buscando processar linguagens humanas para diversas aplicações. 

Algumas aplicações incluem detecção de idioma e categorização de conteúdos. Na academia, disciplinas como a linguística computacional se dedicam a preencher a lacuna entre a comunicação humana e o entendimento dos computadores. 

4 – Visão Computacional 

Visão Computacional é um algoritmo que dá aos computadores a habilidade de extrair conhecimento de alto nível a partir de imagens e vídeos digitais. No conceito de visão computacional, pessoas ensinam computador, através dos dados, a ver e reconhecer objetos diferentes.  

A classificação e o reconhecimento são uns dos principais tipos de soluções em visão computacional. Na classificação, o sistema de visão computacional classifica um conjunto de imagens. Na detecção e reconhecimento, o sistema identifica vários objetos diferentes em uma única imagem.  

Se você já respondeu alguma pesquisa na internet que pedia fotos do seu gato, por exemplo, provavelmente ajudou um desses algoritmos a aperfeiçoar a capacidade de reconhecer as raças desses animais. 

Principais discussões em Inteligência Artificial  

Ainda que as tecnologias de inteligência artificial sejam aplicadas para benefício da humanidade, seus impactos são tão grandes que levantam questões éticas. Tais debates levaram a Organização Mundial da Saúde, por exemplo, a publicar um guia de bioética na utilização da inteligência artificial. 

Apesar do grande potencial de resolver problemas, ainda há problemas que nem sempre são controlados. Uma demonstração disso está no estudo publicado na revista Science em 2019. Ele comprovou que um software da área da saúde desfavorecia pessoas negras através de seu algoritmo.   

Mas é possível corrigir os algoritmos enviesados, desde que esses problemas sejam publicizados. A questão está na mão de quem controla os algoritmos e de onde vem os dados usados na IA.  

Para a autora Phaedra Boinodiris, tecnologias de IA devem ser justas, compreensíveis, sólidas e transparentes. Ela explica que a inteligência artificial deve ser justa a todos os grupos populacionais, especialmente os historicamente prejudicados pelo preconceito. 

Phaedra afirma que os consumidores também devem conseguir entender o funcionamento da IA, e ser informados sempre que essas tecnologias estão sendo empregadas. Segundo Phaedra, o propósito da Inteligência Artificial deve ser aumentar a inteligência humana, e não substituí-la.

Startups G2D que usam Inteligência Artificial no seu dia a dia 

Além do carro, das redes sociais e dos assistentes de voz, a Inteligência Artificial também está mudando o jogo no mundo dos negócios. E as startups que usam essas tecnologias têm saído na frente quando se trata de otimizar processos. 

A G2D Investments, que é uma plataforma de Venture Capital que investe em empresas inovadoras, também acompanha essas tendências e tem empresas em seu portfólio que estão inovando nesse segmento. Confira:

NotCo

A NotCo é uma foodtech chilena que emprega IA em sua ferramenta para criar produtos por uma análise no nível molecular das matérias-primas. Assim, consegue criar alimentos plant-based que simulam o sabor e a textura de itens de origem animal, como leite, maionese e hambúrguer. 

Outro exemplo é o da startup Classpass. A empresa possui tecnologia que facilita encontrar atividades de bem-estar com base no perfil dos usuários.  

Clover Health

A Clover Health criou uma ferramenta de Inteligência Artificial que capacita médicos, de modo a fazer as melhores recomendações de saúde com base no histórico dos pacientes.  

Todas essas empresas agora estão ao alcance de quem quer investir no futuro. Com a G2D, qualquer pessoa pode investir em startups que estão mudando o mundo para melhor. Conheça mais sobre o nosso portfólio, que já conta com oito startups unicórnio. 

Agora que você já entende mais sobre os impactos da Inteligência Artificial, que tal ficar sempre em dia com as novidades nesse campo? Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades em seu e-mail. 

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.