RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

6 min de leitura 14 abril. 2022

MVP: o que o Airbnb ensina sobre o significado da sigla

# G2D Investments
MVP: o que o Airbnb ensina sobre o significado da sigla

Em 2007, Brian Chesky e Joe Gebbia queriam testar uma ideia de negócios: o Airbnb. Para iniciar o experimento, eles criaram um MVP, uma ferramenta para testar rápido a sua ideia.

Os dois fundadores divulgaram o aluguel de um cômodo da própria casa que moravam em São Francisco, incluindo três colchões e o café da manhã gratuito. Assim nasceu o Airbnb, plataforma de hospedagem que estreou na Nasdaq por U$100 milhões em valor de mercado.

A dupla fundadora do Airbnb usou essa tática como uma forma de começar um negócio com pouco dinheiro. Eles criaram um blog para ofertar uma ideia inicial do produto que desejavam lançar, algo que se transformou em um modelo de negócio disruptivo que hoje alcança mais de 150 milhões de usuários e em todo o mundo.

Nos próximos tópicos, você irá entender o significado de MVP, as vantagens de adotar essa forma de trabalhar e conhecer outros cases de sucesso de empresas.

O que significa MVP?

A sigla MVP significa Mininum Viable Product ou Produto Mínimo Viável. Criar um MVP é uma técnica de criar produtos que valoriza o baixo custo para desenvolver a ideia antes de ela chegar ao público geral. Em outras palavras: é o protótipo do produto.

Para começar um MVP, é preciso alcançar um número mínimo de clientes, que ajudarão a empresa a melhorar o produto. Estes feedbacks são peça essencial para continuar com a criação e, consequentemente, lançamento e venda da novidade.

O conceito de MVP foi popularizado pelo consultor de startups, Eric Ries. Como o autor escreve no livro The Lean Startup, um Produto Mínimo Viável “permite uma volta completa do ciclo construir-medir-aprender, com o mínimo de esforço e o menor tempo de desenvolvimento”. É um processo contínuo de aprendizado-melhorias.

Principais características de um MVP

Um MVP é mais do que apenas um pré-produto ou experimento do produto que a empresa deseja lançar. É essencial que ele possua algumas características principais para deslanchar no mundo dos investimentos.

Em primeiro lugar, um Minimum Viable Product deve ser acessível, para que os clientes estejam dispostos a comprá-lo ou usá-lo conhecendo, até mesmo, uma breve descrição do produto.

Além disso, a divulgação do produto precisa explicar aos clientes os benefícios futuros de adquiri-lo, para que se tornem usuários fiéis. Sendo os usuários fidelizados, é mais fácil de conseguir um feedback construtivo. Quanto mais se souber sobre a experiência dos usuários, melhor é para melhorar a ideia inicial.

Tenha consciência: é capaz da sua ideia mudar radicalmente após os feedbacks dos clientes. Ou até mesmo mudar o nome, como foi o caso do Airbnb que inicialmente se chamaria Air Bed & Breakfast.

Conheça os tipos de MVP

O Airbnb é uma plataforma que nasceu de um MVP de tipo Concierge, no qual o produto é entregue ao usuário de forma manual. No caso dos fundadores do serviço de hospedagem, o manual foi hospedar os clientes na própria casa. Existem dois tipos de Produto Mínimo Viável: de baixa fidelidade e de alta fidelidade.

MVP de Baixa Fidelidade

Este tipo de MVP apresentam soluções simples e de fácil execução, que não despendem muito esforço e investimento de tempo e dinheiro. É um teste bastante inicial para verificar se o produto se encaixa com a demanda do mercado.

Além disso, o MVP de Baixa fidelidade é interessante nos casos em que os desenvolvedores ainda precisam compreender mais detalhes das dores e problemas dos clientes.

Conheça os tipos de MVP de Baixa Fidelidade:

  • Entrevista
  • Blog
  • Pesquisas em fóruns
  • Landing page
  • Teste A/B
  • Vídeo explicativo
  • Desenhos
  • Campanha de anúncios
  • Marketing digital
  • História do usuário
  • Micro-pesquisa
  • Slides
  • E-mail

Um case de sucesso de MVP do tipo vídeo explicativo é o Dropbox. O próprio CEO da empresa, Drew Houston gravou um breve vídeo, no estilo publicitário, explicando aos possíveis clientes como a plataforma pretendia funcionar. Após a divulgação, a lista de espera pela versão beta saltou de 5 mil para 75 mil pessoas.

MVP de alta fidelidade

Como diz o nome, um MVP de Alta Fidelidade é aquele em que o experimento é muito mais fiel ao produto ou serviço que será lançado ao público em geral. Este tipo é mais complexo de ser executado, pois envolve mais tecnologia, criatividade e investimento inicial.

Este tipo de Produto Mínimo Viável costuma ser usado quando a empresa deseja saber quanto os clientes desejam pagar no novo produto, quantificar leads e otimizar estratégias de marketing.

Conheça os tipos de MVP de Alta Fidelidade:

  • Protótipo digital
  • Modelo físico
  • “Mágico de Oz”
  • Concierge (tipo do Airbnb)
  • Fragmentado
  • Crowdfunding
  • Característica única

O tipo “Mágico de Oz” é uma espécie de ilusão digital na qual a empresa faz o cliente acreditar que o processo de solução do problema é feito pela tecnologia. Um exemplo de aplicação desse MVP é a empresa Easy Taxi.

A Easy Taxi é uma empresa brasileira que criou uma landing page para que o usuário preenchesse um formulário para pedir um táxi. Porém, o processo era feito manualmente pela equipe da empresa, que ligava para um ponto de táxi e fazia a solicitação. Em 2015, a empresa foi vendida e avaliada em R$ 1 bilhão.

Como validar um MVP?

Acima de tudo, é primordial que a equipe investida em um MVP não desperdice recursos, esforços e tempo em um produto que não é valioso para o mercado. Tornar o novo produto atrativo deve ser o objetivo de todos participantes dos testes. Assim, todo o trabalho não será em vão.

Os experimentos citados no tópico anterior são indispensáveis para saber se a ideia vale a pena. Depois disso, para validar um MVP, é preciso colocar os feedbacks em prática.

Uma opção para validar um MVP é lançar o produto para um grupo controlado de pessoas. E depois, lançar para o público geral.

Invista em empresas inovadoras com a G2D

A G2D Investments te ajuda a investir em empresas inovadoras. Nós fazemos uma curadoria dos melhores negócios para apostar seu dinheiro e diversificar a sua carteira de investimentos. Nosso portfólio está disponível para qualquer pessoa por meio de uma única aplicação na bolsa, através do código G2DI33.

Quer começar a investir sem complicação, pela internet, em empresas com potencial bilionário? Entre em contato com a nossa equipe G2D. Não deixe de assinar a nossa newsletter e receba a melhor curadoria de informações do mercado de investimentos.

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.