RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 14 janeiro. 2022

Entenda o que é DeFi e quais são as vantagens deste investimento

# G2D Investiments
Entenda o que é DeFi e quais são as vantagens deste investimento

Diversificar as opções financeiras faz parte da filosofia dos investidores digitais. Os tokens de finanças descentralizadas (DeFi) estão conquistando cada vez mais os investidores de criptomoedas, sendo a aposta do futuro no criptomercado.

As DeFi podem simplesmente transformar o mercado de criptografia se os investidores tradicionais aceitarem-nas. Aqui, veremos o que é DeFi, quais são os benefícios e as tendências atuais dessa nova classe de ativos.

Afinal, o que é DeFi?

Esta é uma sigla nova, mas que representa um conceito antigo: DeFi, finanças descentralizadas, são contratos inteligentes, que não dependem de intermediários financeiros e passam a ser uma alternativa ao setor tradicional.

Para saber o que isso significa, temos que retornar ao conceito de Internet de Valores, segundo o qual a economia mundial será construída em uma rede descentralizada, em que todas as transações são feitas em tokens.

Neste contexto, as DeFi passam a ser um conjunto de ativos digitais que permitem aumentar o leque de serviços financeiros e criar redes monetárias com características especiais. O valor real pode muito bem não estar nas criptomoedas em si, mas na capacidade de fornecer serviços não tradicionais que ocupam o mercado real.

Rede De-Fi

A rede DeFi é um sistema descentralizado de contratos inteligentes, que lidam com valores sem intervenção humana. Além de ser muito prático, isso é seguro para o usuário, porque as operações são feitas em blockchain.

Criando um mecanismo de registro de dados sequenciais, sem serem quebrados, das DeFi visam reconstruir o sistema bancário para todos, de forma aberta e sem permissão. 

Por que esse segmento é atrativo?

O segmento DeFi está apostando fortemente em aplicações financeiras descentralizadas. Existem muitos projetos conhecidos gerando retornos exponenciais para os usuários, além de fazerem parte de um setor com espaço para muitas inovações e novos projetos, que buscam o interesse do investidor em gerar retornos exponenciais.

À medida que o mundo se torna mais digitalizado financeiramente, as plataformas de blockchain e a tokenização de ativos estão começando a se estabilizar.

Cada vez mais investidores e bancos tradicionais estão procurando produtos financeiros baseados em arquiteturas de finanças descentralizadas e pensando em maneiras de utilizá-los nas estruturas financeiras atuais.

Tudo sobre projeto, aplicações e como participar

O ecossistema de finanças descentralizadas (DeFi) tem 129 ativos digitais atualmente e está crescendo a cada dia. Isso inclui: stablecoins, empréstimos e trocas de criptoativos.

 

A ideia de empréstimos criptográficos não é nova nem exclusiva das DeFi. Esse tipo de negócio existe há décadas, embora fosse mais manual e caro devido à ausência de contratos inteligentes, que exigissem verificação de documentos.

No entanto, graças à tecnologia blockchain, as plataformas DeFi são capazes de alavancar contratos inteligentes e avançados, gerando o surgimento de dezenas de plataformas que oferecem vários serviços que seriam impensáveis ​​apenas alguns anos atrás.

Por exemplo, ele permite que os usuários tomem e emprestem ativos digitais de forma descentralizada, sem recorrer a bancos ou outros intermediários. O usuário oferece garantia do saldo em troca de um empréstimo e paga com juros, quando for possível.

Tecnologia e infraestrutura

O movimento DeFi está combinando o melhor da tecnologia blockchain com infraestrutura financeira, resultando em um novo sistema de financiamento.

Essa abordagem inovadora está capacitando os usuários, permitindo que eles estabeleçam contratos facilmente, registrados em uma blockchain pública e garantindo que os fundos não mudem de mãos até que tudo o que foi acordado seja cumprido.

As DeFi fazem parte da classe mais visionária de ativos digitais do ciclo das finanças digitais, pois o projeto visa reduzir o excesso de procedimentos administrativos para tudo ficar mais acessível ao investidor ou ao cliente.

Uma pausa do tradicional mercado centralizado

A ideia é que, quando usamos um sistema financeiro centralizado, ficamos sob os cuidados de uma única instituição, que controla todo o dinheiro em circulação. Qualquer outra instituição financeira ou mercado que você conheça se baseia nisso. 

A descentralização é o processo por meio do qual as pessoas deixam de depender de uma autoridade central e passam a tomar decisões próprias, em um sistema colaborativo. Esse é o princípio que está por trás da moeda digital DeFi.

Quem está investindo?

À medida que as finanças descentralizadas chegam ao mercado de criptomoedas, são uma ótima opção para diversificar seu portfólio com ativos digitais

Mesmo empresários famosos se apaixonam pelo espaço: Mark Cuban, dono da Dallas Mavs, é um investidor crypto-DeFi declarado. Os investidores  cripto-DeFi bilionários americanos Tim Draper e Peter Thiel são outros exemplos.

Não se trata apenas de uma nova aposta com potencial de retornos surpreendentes. Estamos falando de uma inovação e uma disrupção em todo o sistema financeiro.

Conheça o portfólio da G2D

A G2D Investment democratiza o acesso a VC no Brasil. Investimos em empresas disruptivas com rápido potencial de crescimento, em fase pré-IPO. As empresas que estão em nosso portfólio têm a oportunidade de se tornarem parceiras de unicórnios brasileiros, americanos e europeus.

Estamos focados em ajudar as empresas a alcançar novos mercados por meio de tecnologia, investimento, inovação aberta e recursos financeiros. Confira nosso portfólio em investimentos diretos, mundiais e marcas disruptivas de consumo. 

#

O que é a G2D investimentos

A G2D é uma plataforma global de investimentos em empreendimentos promissores quando o assunto é tecnologia disruptiva e crescimento acelerado. Está listada na B3 como (G2DI33)