RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 05 outubro. 2021

Pré-IPO: o que significa e qual é o impacto nos investimentos

# G2D Investiments
Pré-IPO: o que significa e qual é o impacto nos investimentos

Investir na Bolsa de Valores do Brasil (B3) certamente é um dos meios mais tradicionais de conseguir se tornar sócio de grandes empresas no mercado, entretanto, não é o único. A alternativa de investir em empresas com um tamanho pré-IPO.

Em outras palavras, são companhias privadas que ainda não são negociadas publicamente em uma bolsa de valores. Elas têm atraído a atenção de diversos investidores ao redor do mundo. 

Grande parcela desses ativos, que se encontram em um estágio de desenvolvimento pré-IPO, atraem investidores em busca de inovação e exposição a segmentos importantes, que estão inseridos em um contexto de disrupção tecnológica.  

Dito isso, essa modalidade de investimento vem crescendo aceleradamente no Brasil e no mundo – no ano de 2020,  3,5 bilhões de dólares foram investidos em startups brasileiras o que representa um crescimento de 17% versus o ano de 2019.

Dessa maneira, manter-se restrito às ações abertas ao público é uma decisão individual, porém, antes de fazer uma escolha, vale entender o que é fazer IPO e quais são as vantagens de investir o patrimônio em ofertas de empresas privadas – Leia mais sobre o tema abaixo.

O que é pré-IPO?

Para entender o pré-IPO, o conceito de IPO precisa estar claro. O Initial Public Offering (IPO) ou oferta pública inicial em português, é quando uma empresa emite ações para o público pela primeira vez. 

Isto é, uma empresa antes do IPO é caracterizada por sem uma companhia fechada, ou seja, com um número de acionistas limitado. Contudo, uma vez que ela realiza a abertura, a companhia passa a vender suas ações para o público, de forma que, qualquer um que tiver interesse pode investir em IPO e virar sócio da companhia.

Então, é possível caracterizar o pré-IPO como o estágio de maturidade de uma companhia em que a venda das suas ações ocorre de forma privada, ou seja, ainda não possui ativos ofertados publicamente em uma bolsa de valores para qualquer pessoa investir. 

Em geral, o mercado de pré-IPO constitui-se de grandes alocadores, ou seja, investidores experientes e com alto poder aquisitivo, que entram em contato com empresas com alto potencial de crescimento para realizar aportes em troca de participação acionária.

Dentro desse contexto, a G2D investe em companhias disruptivas em estágio pré-IPO, que buscam gerar valor por meio de um crescimento acelerado. Atualmente, a empresa possui um portfólio diversificado com exposição a diferentes indústrias. 

Dentre as investidas da G2D tem-se oito startups que são unicórnios (empresas de tecnologia avaliadas em mais de um bilhão de dólares em um estágio pré-IPO).

Por que é uma oportunidade de investimento?

Negociar no mercado de ações de empresas privadas pode ser um desafio, afinal os processos de aprovação das transações são mais demorados e trabalhosos, podendo levar semanas, já que envolve uma série de burocracias contratuais. 

Isso certamente torna o ativo muito menos líquido do que uma ação negociada publicamente na bolsa de valores. Dito isso, então, por que esse é um tipo de investimento interessante para se ter a carteira?

Como uma alternativa de investimento, o pré-IPO representa a oportunidade de investir em uma empresa que ainda não atrai tanta atenção do mercado, o que dá espaço para se alcançar crescimentos significativos e retornos bastante elevados. 

Além disso, é possível ter uma porcentagem acionária mais significativa com um valor investido menor quando comparado com o contexto dos ativos negociados publicamente na bolsa.

Venture Capital: investimento em empresas com alto potencial 

O Venture Capital (VC) visa colocar capital em empresas privadas de tecnologia e com alta perspectiva de crescimento, sendo uma das alternativas de aplicações para quem quer investir em empresas em um nível de maturidade pré-IPO.

Voltado para pequenas e médias empresas que estão inseridas em um contexto de tecnologia, esse é um investimento que busca comprar participações minoritárias em diversas companhias com alto potencial de crescimento, com o objetivo de alcançar retornos elevados com um risco controlado.

Veja qual o papel da G2D

A G2D é uma empresa de Venture Capital que busca investir em companhias disruptivas e com alto potencial de crescimento. 

Com o objetivo de democratizar o acesso a investimento em ativos de tecnologia que ainda não estão publicamente disponíveis para todos, a G2D (G2DI33) é um veículo de investimento listado na bolsa de valores do Brasil (B3) que permite que qualquer pessoa possa investir como grandes alocadores ao redor do mundo

Além disso, não é preciso se preocupar com a diversificação da sua carteira. Na ação da G2D, estão atreladas empresas de diversos segmentos do mercado, sem barreiras geográficas, possibilitando  exposição a investimentos nacionais e internacionais.

Qual é o objetivo de uma empresa ao abrir o capital?

Abrir ações IPO é um sinal de crescimento. Isso porque, ao abrir o capital de uma empresa, significa que essa companhia atingiu o nível máximo de captação de recursos. 

Em outras palavras, a demanda por caixa para alimentar o crescimento da empresa é tão elevada que nenhuma outra fonte de capital é suficientemente grande para sustentar esse crescimento. 

Assine a newsletter da G2D e saiba mais sobre o mercado

Mesmo entendendo o que é IPO e pré-IPO, ainda existem outras informações que tornam o investimento em Venture Capital mais assertivo, como a compreensão das oscilações do mercado.

Na G2D, você pode assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de todas as novidades da nossa ação, entendendo melhor as vantagens de investir no segmento de VC. 

#

O que é a G2D investimentos

A G2D é uma plataforma global de investimentos em empreendimentos promissores quando o assunto é tecnologia disruptiva e crescimento acelerado. Está listada na B3 como (G2DI33)