RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 26 agosto. 2021

Private Equity e Venture Capital: entenda as diferenças

# G2D Investiments
Private Equity e Venture Capital: entenda as diferenças

Se você já investe há algum tempo, provavelmente deve ter ouvido falar sobre Private Equity e Venture Capital, mas você sabe a diferença entre os dois tipos de investimentos? Apesar de parecidas, as modalidades possuem importantes diferenças entre si, que devem ser analisadas com cuidado.

Para ajudar você a entender um pouco mais sobre o assunto, preparamos um material com informações sobre o que é Private Equity e Venture Capital e quais são as vantagens de investir em cada uma delas. Continue a leitura e saiba mais.

Venture Capital: investimentos em negócios disruptivos

O Venture Capital é uma modalidade que visa investir em empresas de pequeno e médio porte em estágio inicial, mas com grande potencial de crescimento, desde  startups e até empresas em estágio Pré-IPO. Aqui, o objetivo é ajudá-las a crescerem de maneira acelerada e se estabelecerem no mercado.

No VC, os investidores investem capital nas empresas com expectativa de obter retorno financeiro substancial sobre o crescimento exponencial das empresas investidas. Este potencial de retorno só ocorre quando as empresas investidas são adquiridas ou abrem capital na Bolsa de Valores, a um valor de mercado substancialmente maior do que o investido inicialmente. 

Além de capital, também é comum que os investidores atuem auxiliando os empreendedores com mentorias, contratações estratégicas e participem do conselho de administração dessas empresas, auxiliando nas tomadas de decisões.

Como investir em Venture Capital?

O investimento nessa modalidade para fundos sediados no no Brasil se dá por meio dos Fundos de Investimentos em Participações, ou FIPs, como também são chamados. Os fundos  de VC buscam investir em empresas com modelos de  negócios disruptivos e que possuam potencial de crescimento muito alto.

Vale lembrar que, por se tratar de um investimento em empresas em fase inicial, o risco é mais elevado, pois em alguns casos, a empresa ainda está validando o mercado, sua tecnologia, seu produto e se há clientes dispostos a pagar pela solução. 

Os investimentos de Capital de Risco podem variar de R$2 milhões a R$20 milhões para empresas em estágio inicial, que estão na fase da ideia ou possuem faturamento ainda incipiente, por exemplo. 

Geralmente, apenas um número muito pequeno de investidores no Brasil podem investir em Venture Capital: são os investidores profissionais, que possuem pelo menos R$10 milhões investidos em ativos financeiros.

Private Equity: investimentos em negócios consolidados

Agora que você já conhece um pouco sobre o VC, é hora de entender o que é Private Equity. Essa modalidade, diferentemente do Venture Capital, busca investir em empresas já consolidadas, que ainda possuem potencial para crescimento e geração de valor, mas em sua maioria não possuem capital aberto na bolsa de valores ainda

Como investir em Private Equity?

Aqui, o investimento é privado e pode ocorrer por meio de um aporte, ou seja, uma injeção de capital na empresa feito por investidores particulares, outras empresas ou FIPs. No PE, é possível realizar o investimento e se tornar sócio do negócio, com a participação dos investidores nos processos internos da empresa e na gestão.

Por se tratar de um investimento em empresas consolidadas e com bom potencial de geração  de lucro, o Private Equity é considerado uma modalidade menos arriscada do que investir em startups em fase inicial via VC. Assim como no VC, os lucros acontecem a médio e longo prazo, já que o potencial de ganho está diretamente atrelado com o crescimento substancial da empresa

O investimento feito na empresa possibilita o crescimento do negócio, ajudando a empresa a se consolidar no mercado e se tornar atraente para ser adquirida ou até abrir o capital na bolsa de valores. Uma característica da modalidade é que os investimentos podem ser feitos em empresas de diversos segmentos, e não apenas em negócios de tecnologia.

Dados sobre os investimentos em PE e VC

Os investimentos em PE e VC têm crescido ano após ano. Segundo dados da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital, em parceria com a consultoria KPMG, eles atingiram R $10,71 bilhões de reais no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 88% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em Venture Capital, o investimento foi de R$ 58 milhões para R$ 139,8 milhões. Já em Private Equity, o valor subiu de R$ 183 milhões para R$ 277 milhões. Mesmo em um cenário de crise econômica, os investimentos em Private Equity e Venture Capital se mantêm em alta.

Invista em Private Equity e Venture Capital com segurança e transparência com a G2D

Na G2D, você pode investir em Private Equity e Venture Capital com liquidez e transparência. Nossos profissionais possuem mais de 30 anos de expertise em investimentos, em diversos segmentos e países. 

A G2D permite a qualquer investidor, independente do tamanho do seu bolso, investir em empresas de alto crescimento globalmente, mas que já estão em estágio pré-IPO. Até então, esta modalidade de investimento estava disponível apenas a 0,01% dos investidores de Bolsa.

Via G2D, é possível fazer investimentos em negócios que estão criando o futuro, tornando o mundo um lugar melhor. Estamos listados na B3 com o código G2DI33. Assim, você pode investir de forma segura, descomplicada em empresas globais. Inscreva-se na nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mercado.

#

O que é a G2D investimentos

A G2D é uma plataforma global de investimentos em empreendimentos promissores quando o assunto é tecnologia disruptiva e crescimento acelerado. Está listada na B3 como (G2DI33)