RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

5 min de leitura 15 julho. 2022

Saiba o que é venture capital e como investir

# G2D Investments
Saiba o que é venture capital e como investir

Você sabe o que é Venture Capital? Essa modalidade pode gerar dúvidas até em quem já investe há algum tempo. Isso porque ela é voltada para um perfil mais experiente de investidor, que investe em empresas que não estão listadas na Bolsa de Valores.

Entretanto, investir em Venture Capital (VC) é uma excelente estratégia para potencializar a carteira e aumentar a diversificação do portfólio. Para te ajudar a entender como esse investimento, preparamos um conteúdo com algumas informações e dicas. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

O que é Venture Capital?

O primeiro passo é entender o que significa Venture Capital e no que consiste essa modalidade de investimento. Esclarecida essa dúvida, fica mais fácil compreender porque a estratégia é tão interessante para diversificar a carteira e aumentar as chances de retorno. 

O capital de risco, ou Venture Capital, é o termo utilizado para os investimentos em empresas de pequeno e médio porte em estágio inicial, mas que apresentam um grande potencial de crescimento, como as startups. O objetivo dos aportes financeiros é ajudar esses negócios a crescerem e se estabelecerem no mercado.

Quem investe em capital de risco pode participar ativamente do desenvolvimento do negócio, muitas vezes, ajudando os administradores da companhia por meio de mentorias e orientações sobre qual caminho seguir.

Além disso, ao se tornar um dos primeiros sócios de uma empresa com grande potencial de crescimento, o investidor em VC tem mais chances de alcançar um retorno consistente do investimento. 

Caso a empresa cresça o suficiente, é possível que ela abra o capital e passe a ter ações listadas na Bolsa de Valores. Com a listagem na B3, as ações da empresa podem ser vendidas pelo investidor — fase conhecida como desinvestimento

O panorama de Venture Capital no Brasil

No Brasil, os investimentos alternativos crescem rapidamente. Segundo a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital, os investimentos no setor atingiram R$10,7 bilhões só no primeiro trimestre de 2021. O número representa uma alta de 88% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Isso significa que, mesmo em um cenário de incertezas, o interesse por negócios digitais, disruptivos e tecnológicos mantém-se em alta. O investimento em capital de risco consolida-se como uma opção válida para incrementar a estratégia e diversificar ainda mais a carteira. 

Como investir em Venture Capital?

Após ler sobre o que é Venture Capital, é hora de entender como investir. Devido ao risco envolvido, esse tipo costuma ser mais voltado para investidores experientes. Afinal, por mais promissora que uma empresa seja, sempre há o risco de que os resultados esperados não se concretizem na prática. 

Por ser uma classe normalmente vinculada a investidores profissionais, os fundos de Venture Capital são, na maioria dos casos, veículos de investimentos fechados, aos quais o investidor comum não tem acesso. 

Outro fator que costuma inviabilizar o investimento em Venture Capital por pessoas físicas é o custo: os valores iniciais costumam estar na casa das dezenas de milhares de reais. 

A G2D surgiu para preencher essa lacuna e facilitar o investimento em Venture Capital para pessoas físicas. O objetivo é democratizar o acesso a startups disruptivas, com grande tecnologia e potencial de crescimento.

Venture Capital e private equity

Outra dúvida recorrente é a diferença entre private equity e Venture Capital. Ambos são capitais de risco, porém, o private equity é um investimento com foco em empresas mais consolidadas, com perspectivas de crescimento um pouco menores em relação às de Venture Capital.

Por esse motivo, o private equity é considerado um investimento menos arriscado que o Venture Capital. Afinal, a injeção de capital é feita em uma empresa mais madura, estruturada e com mais tempo de mercado. Entretanto, os riscos ainda existem.

Tanto no private equity quanto no Venture Capital, é necessário um tempo mais longo para receber o valor investido e os eventuais rendimentos. O motivo é que os investidores não podem retirar o capital investido enquanto o fundo estiver ativo. O valor é devolvido apenas na fase de desinvestimento, que pode variar entre cinco e dez anos. Portanto, esse tipo de investimento foca no longo prazo.

Agora que você já sabe o que é Venture Capital, aproveite para conhecer mais sobre esse mercado e entenda como investir nele com facilidade. Com a G2D, você tem a garantia de investir o seu capital empreendedor em empresas disruptivas, globais e tecnológicas que escrevem o futuro.

Temos uma expertise de mais de 30 anos de atuação, acumulados desde a GP Investments, além de profissionais dedicados a buscar os melhores investimentos em Venture Capital no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos.

Contamos com empresas verdadeiramente voltadas ao futuro, que ajudam a tornar o mundo um lugar melhor. Com a nossa ajuda, entendendo o que é Venture Capital, você também pode participar do mercado de forma segura e descomplicada, mesmo que não seja um investidor profissional! 

É possível investir em negócios globais com facilidade comprando nosso papel G2DI33 na B3, sem se preocupar com grandes quantidades de investimento inicial. Na G2D, ingressar no mundo de Venture Capital custa a partir de R$ 6,85! Quer saber mais? Visite nosso site e entenda como atuamos!

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.