4 opções de NFTs com baixo impacto ambiental 

Infelizmente, a mineração de NFTs é uma atividade que pode causar impactos ambientais. Afinal, ela demanda conexão constante com a internet e gastos de energia elétrica. 

Para ter ideia, uma emissão de NFT na plataforma Ethereum consome 123,5 kilowatt/hora de energia. Isso corresponde à eletricidade consumida em uma residência nos EUA por 4,17 dias. 

Sendo assim, que tal conhecer projetos de NFTs que visam causar baixo impacto ambiental? Veja nos próximos stories! 

Esse projeto foi criado em 2017 pelo artista Julian Oliver. Ele combina arte e engenharia para minerar NFTs por energia eólica. 

1 - Harvest 

Lançado pela Moss Earth, esse projeto tem como objetivo arrecadar fundos para uma área de conservação da Floresta Amazônica. Os recursos são obtidos com as vendas de NFTs. 

2 - NFTs da Amazônia 

Esse também foi um projeto da Moss Earth. Os ingressos da turnê de despedida de Milton Nascimento foram vendidos no formato de NFTs, que tiveram pegada compensada via MCO2 (token de créditos de carbono da Moss).  

3 - NFTs de Milton Nascimento 

No início de 2022, o Mercado de Bitcoin lançou um programa com o principal objetivo de arrecadar fundos para a causa indígena pela venda de NFTs produzidos por artistas digitais. 

4 - Mercado Bitcoin 

Gostou de conhecer esses projetos “limpos” de NFTs? Então, não deixe de continuar seguindo a G2D. Temos muitas atualizações sobre o mercado de investimentos por aqui!