RI: conheça nosso portfólio e resultados financeiros

6 min de leitura 24 agosto. 2022

Web3: saiba como a nova internet impacta o mercado financeiro

# G2D Investments
Web3: saiba como a nova internet impacta o mercado financeiro
Com os Colecionáveis Digitais, do Instagram, você poderá criar, vender, comprar e guardar ativos em NFT

A Web 3.0, ou Web3 é, segundo a revista de negócios The Economist, a palavra da moda no Vale do Silício. Pudera: é o futuro da internet e reúne várias outras palavras da moda: blockchain, criptomoedas, NFTs e tokens. Quer saber como ela funciona? Acompanhe!

Na Web 1.0, primeira geração da internet, o público consumia vídeos, fotos, músicas e textos (além de gifs animados) de maneira pouco personalizada.

A Web 2.0 ganhou força nos anos 2000 e é a que tivemos até hoje. A oferta de informação é personalizada, por algoritmos, com base no que você e pessoas do seu perfil consomem. Além de consumir, o público produz conteúdo. Quem gosta dos seus memes no Facebook, textos no Twitter, fotos no Instagram e dancinhas no TikTok, pode curtir e compartilhar – além de ficar comentando nos grupos de WhatsApp, Telegram e Discord.

Na Web3 você pode, por exemplo, vender conteúdo, como se fosse um artista, além de comprar e guardar ativos digitais. Em 2022, o Instagram começou a integrar NFTs às suas plataformas, ao permitir a inclusão e a criação de critpoativos pelos usuários. Esses NFTs serão uma forma muito simples para você treinar a lógica da dos ativos digitais. Em vez de publicar em troca de likes, você terá um registro mais claro sobre a autoria do conteúdo e a possibilidade de ganhar dinheiro com ele. Com os NFTs, os critpoativos vão finalmente chegar ao alcance do grande público.

Instagram Digital Collectibles

Instagram Digital Collectibles, forma de criar e guardar ativos digitais

O que é Web3?

A Web3 vem baseada em blockchain. Como diz o nome, nessa tecnologia os arquivos são formados por bloquinhos de dados. Tudo que é feito com o arquivo é registrado nele próprio, em elos que vão se encadeando em uma corrente inquebrável. Tornam-se documentos únicos, com autenticidade verificável. Além de incorporar o histórico, esses documentos inteligentes carregam instruções, como se fossem programas de computador: na situação A, faça B; na situação C, faça D.

A tecnologia blockchain está revolucionando o mercado financeiro, em produtos digitais como criptomoedas e NFTs. Até hoje, uma transação entre duas pessoas dependia da confiança entre elas, ou da confiança delas em um mediador – como uma operadora de cartão de crédito ou um Banco Central. Criptomoedas como Bitcoin e Ethereum dispensam essa figura de autoridade: pessoas comuns produzem a moeda, atestam seu valor e autenticam transações, de forma rápida e descentralizada. A credibilidade está no código do blockchain.

Da mesma maneira que as criptomoedas podem descentralizar o mercado financeiro, a web3 pode descentralizar a internet.

Como ganhar dinheiro com a Web3?

Como costuma acontecer diante de um novo paradigma tecnológico, na web 1.0 não existiam líderes claros de mercado. Pioneiros com boas ideias conseguiram se tornar gigantes. Uma empresa novata, a Netscape, desafiou a Microsoft na guerra dos navegadores. Um provedor de acesso que distribuía CDs para você experimentar a internet, a America Online, cresceu a ponto de comprar a TimeWarner. No Brasil, nós da GP Investimentos (empresa de onde nasceu a G2D) tivemos o orgulho de investir em empresas que vieram para ficar, como iG, Submarino e Webmotors.

Na web 2.0, mais da metade (54%) do mercado de computação em nuvem roda nos servidores da Amazon ou da Microsoft. Quase metade (40%) do tráfego total de dados é dirigido a apenas seis empresas: Google, Netflix, Facebook, Microsoft, Apple e Amazon. Essas marcas organizaram o conteúdo e a monetização na internet: ao processar enormes volumes de dados, elas aprenderam a identificar o que o público procura, aprenderam a oferecer uma experiência personalizada e aprenderam a ganhar dinheiro com isso. Aliás, aprenderam a ganhar muito dinheiro. Das dez companhias com maior valor de mercado no mundo, quatro se apoiam diretamente na internet.

A concentração de mercado inibiu a competição. Diante de uma possível ameaça, as empresas líderes simplesmente copiam ou compram as concorrentes. Foi assim com o Facebook em relação ao Snapchat e o Instagram. Ou com o Google, em relação ao YouTube.

Um novo paradigma tecnológico, como a Web3, pode re-embaralhar as cartas e equilibrar a disputa.

Como a Web3 está crescendo?

Rápido. No relatório denominado State of Crypto, a empresa de Venture Capital Andreessen Horowitz afirma haver entre 7 e 50 milhões de usuários ativos no espaço da nova Web. Para a firma, caso a tendência de crescimento continue, a próxima evolução da internet pode atingir 1 bilhão de usuários até 2031.

Espera-se uma transformação na forma como produzimos e consumimos conteúdo online. Para os creators, a web3 já oferece meios de monetização mais favoráveis que as atuais formas de remuneração proporcionadas pelas plataformas digitais das tradicionais big techs.

O open banking e a compra de criptomoedas e NFTs já são uma realidade desta nova fase. Novos serviços e produtos bancários de finanças descentralizadas (DeFi) estão livres da regulamentação de órgãos como o Banco Central.

Outra característica relevante da nova era está ligada aos tokens. Agora, usuários podem ser recompensados com tokens – como criptoativos – quando interagem com certas aplicações na terceira Web. O aplicativo STEPN bonifica usuários que se locomovem com um determinado tênis, adquirido como NFT.

Invista em startups com a G2D

Ao democratizar o acesso ao Venture Capital, a G2D Investments é uma plataforma de investimentos que possibilita a qualquer pessoa investir em empresas no estágio pré-IPO, quando ocorre o crescimento exponencial dos negócios. Para isso, contamos com mais de 30 anos de experiência em investimentos.

O portfólio da G2D tem empresas que estão liderando a revolução de seus segmentos, como MB (antiga Mercado Bitcoin) e Moss Earth. Tais negócios atuam com base em alta tecnologia, integrando práticas inovadoras aos próprios modelos de negócio.

Enquanto a MB é a maior plataforma de compra e venda de criptomoedas da América Latina, a Moss Earth possui um NFT com parte dos direitos econômicos de pequenas áreas da Amazônia. Assim, o investidor que compra o NFT da Moss protege um pedaço da floresta.

Moss Earth

Plataforma de compensação de carbono da Moss Earth

Por meio do papel G2DI33 na bolsa brasileira, é possível ter acesso a empresas no Brasil, Estados Unidos e na Europa, algo que antes só estava ao alcance de grandes investidores.

Conheça mais sobre o nosso portfólio e fique por dentro das últimas novidades assinando a Newsletter da G2D.

#

Conteúdos sobre tecnologia, startups e investimentos em Venture Capital e ativos alternativos.